RSS

Surpresas no Evangelho de João

segunda-feira, 23/08/2010 8:50 am  

Se alguém me serve, siga-me, e onde eu estiver, ali estará também o meu servo (João 12:26).


No Evangelho de João que apresenta Cristo como Filho de Deus, quem poderia esperar tal indicação de serviço e discipulado?

Mas esse é o mesmo Evangelho que enfatiza que o Filho de Deus Se tornou Homem. Isso deixa claro que, por ser Filho de Deus, Ele revelou Deus e Sua glória como Homem (1:14-18).

Consideremos o seguinte: desde o início, no Evangelho de João vemos o Senhor sendo rejeitado (1:10-11). As “festas do Senhor”, as quais deveriam servir para honrá-Lo, tinham se tornado as “festas dos judeus” (2:13; 5:1).

Em meio a esse sombrio cenário, a glória do Filho de Deus brilha mais que nunca. Fazer a vontade de Deus era comida para Ele (4:34).

Ele jamais procurou Sua própria honra, mas a de Deus (8:49-50; 17:4). Desejava glorificar Seu Pai acima de todas as coisas, mesmo através de Sua morte (10:17-18; 12:27-28).

Nesse Evangelho, o Senhor Jesus não enfatizou a necessidade de ir a Jerusalém para sofrer e morrer, como registrado nos outros. Aqui Sua devoção a Deus é demonstrada em expressões como ir “para o Pai” (João 14; 16:16-17,28).

João apresenta Cristo como uma oferta queimada, ou holocausto, a Deus. Oferta imensuravelmente preciosa!

Por causa de tal sacrifício, Deus não nos vê como somos, mas nos olha através da Pessoa e da obra do Senhor Jesus. Fomos feitos “agradáveis a si no Amado” (Efésios 1:6).

Essa posição maravilhosa traz consigo uma grande responsabilidade. “Segue-me tu” (21:22) é um chamado pessoal do Senhor a cada um dos Seus. Qual tem sido a sua resposta?


, ,

Este post foi escrito por:

- que escreveu 1125 post(s).


Entre em contato