RSS

A bíblia

segunda-feira, 30/11/2009 12:04 am  

Introdução

Para os cristãos, a bíblia constitui-se no mais importante livro. Através da leitura podemos encontrar na bíblia, que é a palavra de Deus, subsídios para viver uma espiritualidade genuína.

João Wesley cria que a bíblia proporcionava um padrão objetivo de espiritualidade, por isso dedicou tempo a estudá-la. A bíblia, para Wesley, era a autoridade na qual ele baseou todos os seus sermões. Embora tenha publicado seiscentas obras sobre vários temas, ele resolutamente mantinha a posição de não permitir qualquer regra, fosse ela de fé ou da prática, que não fosse a Escritura (o que está escrito na bíblia).

Comentário pessoal: a bíblia é certamente o livro mais interessante que existe e, verdadeiramente a Palavra de Deus que nela está escrita é viva e por mais vezes que podemos ler o mesmo texto, Deus tem sempre algo novo para falar para a nossa vida.

E hoje com a Internet temos acesso a biblia na própria internet, a um bom tempo que venho utilizando amplamente este recurso, caso vocês observem, todas as referências bíblicas publicadas estão ligadas ao respectivo texto da bíblia online [BibliaOnline.com.br]


1) O que é a bíblia?

A palavra bíblia vem do termo grego (biblos) que significa livro. Mas podemos dizer que a bíblia não é propriamente um livro. Ela é uma coleção de livros. Também não se trata apenas de dois livros, o Antigo e o Novo Testamento.

A bíblia contém 66 livros, alguns são apenas de um capítulo, mas são contados como livro mesmo sendo uma carta ou até um folheto.

Para o católico Romano a bíblia possui 73 livros.

A língua em que foi escrito o Antigo Testamento, foi o Hebraico e o Aramaico, pertencente ao grupo semítico. Já o Novo Testamento foi escrito na língua grega, o Koiné (grego popular da época); ou seja, não tem nada a ver com a língua grega moderna.

Mas para nós, acima de tudo, a bíblia é a palavra de Deus, eterna e imutável. A “luz para o nosso caminho” (Salmo 119:105).


2) A importância da bíblia

Para falarmos da importância da bíblia citamos novamente João Wesley, que dizia: “Sou um homem de um livro só”.

Com isso ele não estava dizendo que não lia outros livros, mas sim que a bíblia ocupava o primeiro lugar em sua vida. Tal importância é revelada pela sua biografia. Wesley teve a bíblia como companheira por 65 anos. Diariamente lia e meditava no livro sagrado, em busca de uma vida santificada.

Para Wesley, a bíblia não era um mero instrumento de leitura. Era uma forma de levar homens e mulheres a um encontro com Deus. A sua importância maior vem do fato de ela ser a palavra de Deus. Nela encontramos os ensinamentos necessários para conhecermos melhor a Deus e à Sua vontade.


3) O que a distingue dos outros livros

Ela é superior a qualquer outro livro do mundo. O mundo, com sua sabedoria e vasto acúmulo de conhecimentos nunca foi capaz de produzir um livro que fosse sequer compatível com a bíblia.

É um livro honesto, ao revelar fatos sobre a corrupção dos seus heróis, fatos que a natureza humana teria interesse em acobertar.

É um livro harmonioso, pois embora tenha sido escrito por aproximadamente quarenta autores diferentes, por um período de 1600 anos, revela ser um livro único que expressa um só sistema doutrinário e um só padrão moral, coerente e sem contradições.


4) Como ela está organizada

A bíblia está organizada em dois grandes blocos: Antigo Testamento e Novo Testamento.


O Antigo Testamento possui 39 livros que estão subdivididos da seguinte forma:

Livros da Lei (Pentateuco): Gênesis a Deuteronômio

Livros históricos: Josué a Estér

Livros poéticos ou sapiências (Cântico dos cânticos): Jó a Cantares

Livros proféticos: Isaías a Malaquias

Observação: sendo que os livros proféticos estão subdivididos em profetas maiores (Isaías a Daniel) e profetas menores (Oséias a Malaquias)


O Novo Testamento possui 27 livros subdivididos da seguinte forma:

Evangelhos: Mateus a João

Livro histórico: Atos dos Apóstolos

Cartas de Paudo ou epístolas paulinas: Romanos a Hebreus

Observação: A carta redigida aos Hebreus, não se tem a confirmação de sua autoria, por Paulo, porém pela forma com que esta foi escrita se assemelha muito as cartas escritas por Paulo, então, quem escreveu Hebreus possivelmente foi o apóstolo Paulo, ou talvez tenha sido Timóteo, Apolo, Lucas, Barnabé, Clemente de Roma, Silas, Filipe e Priscila. [ver Wiki]

Epístolas gerais ou católicas (universais): Tiago a Judas

Livro da revelação ou profecia: Apocalipse

Comentário pessoal:

embora para muitos quando ouvem falar de Apocalipse, relacionem com o final do mundo, o juízo final, digamos que não bem isso…

como já foi dito, é um livro da revelação, que para que se consiga entende-lo é necessário, ou então, obrigatório um conhecimento prévio de todos os livros anteriores da bíblia, talvez não por um acaso este livro seja o último livro dos 66 da bíblia (evangélica) como a conhecemos.

O que leva as pessoas a associar ao fim dos tempos é devido a linguagem utilizada neste livro, são utilizadas muitas metáforas e, até o pouco que já pude compreender deste livro (li apenas 3 vezes a bíblia de capa a capa, preciso ler muito mais) este livro de Apocalipse compila o passado (o que já aconteceu), o presente e o futuro, onde o autor teve uma visão de Deus, que vai alem da compreensão  do conceito meta-físico de tempo x espaço.

O autor viu e relatou toda a história do povo de Deus, passado, volta de Cristo pós crucificação, e os Santos vivendo futuramente nos céus, eternidade a frente louvando e glorificando a Deus.

Se você parar para pensar um pouco, hoje as pessoas tem dificuldades para pensar fora do plano temporal, que dirá de alguém que viveu a aproximadamente 2000 anos atrás e tentou traduzir em palavras tudo o que viu.

Porém a forma com a qual foi escrita, se encaixa na mais perfeita maneira que se poderia traduzir e interligar todos seus fatos narrados com todos os textos anteriores na bíblia, o que só comprova a perfeição de Deus.


A bíblia católica possui 7 livros a mais no Antigo Testamento, que são chamados apócrifos.

A palavra “apocrypha” significa aquilo que é velado, secreto ou fechado. Na teologia, o termo se refere aos livros e textos adicionados ao Antigo Testamento pela Igreja Católica Romana em 1546 d.C. Os livros são: Tobias, Judite, 1 e 2 Macabeus, Sabedoria de Salomão, Eclesiástico, Baruc.

Numa análise simples dos livros citados, percebemos práticas que não condizem com os princípios cristãos.

Segue algumas das razões porque eles são rejeitados:

A) É universalmente reconhecido que eles nunca tiveram um lugar no cânon hebraico.

B) Eles foram escritos nos 400 anos entre Malaquias e João Batista, quando não houve nenhuma declaração profética inspirada. Foi por isso que os judeus os rejeitaram.

C) Eles nunca são citados no Novo Testamento por Jesus ou pelos Apóstolos.

D) Eles não são encontrados em qualquer catálogo de Livros Canônicos durante os primeiros quatro séculos da igreja.

E) Inspiração e autoridade divina não são reivindicadas por nenhum dos escritores e alguns até mesmo a desaprovam.

F) Nenhum de seus escritores falam com uma mensagem de Iavé (Jeová) [Deus].

G) Os livros contém muitos erros históricos, geográficos e cronológicos, às vezes contradizendo a si mesmos, a bíblia e a história.

H) Eles ensinam doutrinas e defendem práticas que são contrárias às Escrituras Canônicas. (Exemplo: a mentira a sancionada, o suicídio e assassinato são justificados, orações e fórmulas mágicas para os mortos são ensinadas e aprovadas.)


5) Meditando na palavra

Wesley não estava preocupado com a quantidade de leitura, mas com a qualidade. Ele lia a bíblia de forma sistemática. Lia um livro da bíblia e procurava observar os pontos importantes, que o levariam a conhecer a vontade de Deus. Sua leitura bíblia era regular, de manhã e de noite. De acordo com Wesley, devemos ensinar, tudo o que foi aprendido, às outras pessoas.

A) Como?

1. O que Deus está me falando através deste texto?
2. O que vou fazer com base no que Deus me falou?

Chamamos isso de diário espiritual. Mantenha um caderno de meditação no qual você pode escrever diariamente o que Deus tem lhe falado.

Também procure meditar (ler e pensar) na bíblia em um local reservado e durante um período que você possa dedicar toda a sua atenção à leitura da bíblia.

B) Para quê?

Para conhecermos e obedecermos a vontade de Deus.

A leitura sistemática da bíblia nos ajuda a mantermos o equilíbrio e uma fé saudável.

Dr. R. A. Torrey: “Olha: Podes falar em poder, mas se negligenciares o único livro que Deus te deu como único instrumento pelo que ele transmite e exerce poder, não o terás. Poderás ler muitos livros, assistir muitas conferências, realizar reuniões de vigília para pedir o poder do Espírito Santo; Se não te mantiveres em constante contato com o livro único, a bíblia, não terás poder. E se alguma vez obtiveste o poder, não o conservarás senão pelo estudo diário, empenhado e intensivo desse livro.”


Conclusão

O uso devocional das escrituras trará para nossas vidas um novo ânimo. A Palavra é um alimento para nosso espírito, alma e corpo.

O salmista diz que guarda a Palavra do Senhor no coração para não pecar contra o Senhor. (Salmo 119:11) Creio que o fato de guardamos a Palavra do senhor em nossos corações traz luz para as nossas decisões. Poderemos falhar menos se continuarmos a observar esta Palavra, que é viva e eficaz. (Hebreus 4:12)


Aplicação

Quando você estiver lendo uma porção das escrituras, procure fazer algumas perguntas.

As perguntas a seguir, foram formuladas por Paul Little:

1. Há aqui, um exemplo que eu deva seguir?
2. Há algum pecado que eu precise evitar?
3. Há algum mandamento que eu preciso obedecer?
4. Há algumas promessa que eu deva reivindicar?
5. O que essa passagem me ensina sobre Deus e Jesus Cristo?
6. Há alguma dificuldade que eu deva explorar?
7. Há alguma coisa nessa passagem sobre a qual eu deva orar hoje?

São perguntas que podem ser utilizadas em qualquer texto bíblico.


Tarefa

Escolha um texto bíblico e faça uso das sugestões oferecidas na sessão aplicação. Comente com os irmãos o resultado desta experiência.


Extraído do livro de estudos “Fundamentos da Fé”

Série Discipulado – Módulo I – Igreja Metodista – Sexta Região Eclesiástica.

, , ,

Este post foi escrito por:

- que escreveu 1125 post(s).


Entre em contato

  • Alessandra Costa

    Erko, não sei se terá um tempinho para me responder, mas atualmente comecei a frequentar uma nova igreja e tenho vergonha de perguntar ao pastor,rs! Então vou aproveitar este espaço para te pedir um esclarecimento (até minha vó que nasceu na igreja, tem dúvida,rs!). O que Jesus quis dizer quando foi indagado pelos discípulos de João Batista acerca dos seus discípulos não jejuarem, quando ele disse : sobre remendo de pano novo em vestido velho, e sobre vinho novo em odres velhos? É vergonhos pra mim, mas não consigo entender mesmo. Bom se vc puder ou tiver um tempinho, agradeço!

  • http://intensedebate.com/people/erko erko

    usando um raciocíneo lógico para analisar a situação:

    – João Bastita, como ele próprio falava veio antes de Jesus para preparar o caminho,
    como veio antes ele tem uma "doutrina" a qual seus discipulos seguem, pois fazem conforme seu conhecimento ensinado e orientado por João… [velha prática]

    – Jesus Cristo, veio depois (seu ministério teve inicio depois) e Ele trouxe as práticas e orientações corretas vindas do Pai para nós [novas práticas]

    os discipulos de João faziam conforme o seu conhecimento, já os de Jesus tinham o ensinamento novo, então não há motivo para usar a prática antiga, se já temos as novas orientações…

    você como mulher, pense o seguinte, comprou um vestido novo, lindo, foi em uma festa e lá acidentalmente rasgou um pequeno pedaço do seu novo vestido, porém o vestido continua sendo novo… quando você chegar em casa, você não vai pegar um pedaço de pano antigo que tem em casa para concertar o novo, irá comprar um tecido novo, compatível com o seu vestido com o qual irá repara-lo…

    ou seja, você não vai agir conforme os costumes antigos, deve proceder conforme os novos costumes[praticas] que foram ensinadas por Jesus 😉

    será que ajudou no entendimento? =]

    Deus te abençoe o/

    • Alessandra Costa

      Obrigada, Erko ajudou sim, e muito! A bíblia é um livro tão inteligente, que riqueza quando bem compreendida e vivida!rs!
      Irmão, agradeço por responder tão rápido,gosto muito do seu blog.
      Como Deus é criativo, usando sua profissão, suas habilidades para compartilhar suas experiências e aprendizado com outros irmãos!
      Deus te abençõe em todas as áreas de sua vida!