RSS

Testemunho de um chinês

domingo, 27/09/2009 1:28 am  

Falou-lhes, pois, Jesus outra vez, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida. (João 8:12)


Nasci em junho de 1914 no sul da China. Aos 17 anos, refleti muito sobre as questões existenciais. Como não encontrava razão para viver, sofria muitíssimo, se bem que tinha pais que me amavam de verdade.

Além disso, via como alguns jovens que tinham recebido uma boa educação se corrompiam quando deixavam o colégio. Desejava achar um caminho para dominar a tentação e o pecado, uma vereda para uma vida santa e justa. Embora jovem, a incerteza do que me aconteceria depois da morte me atormentava.

Não podia aceitar o budismo, porque essa religião só falava do porvir e não tem resposta para o presente.

Tampouco o confucionismo me servia, pois só trata do presente e não oferece esperança alguma. Por isso rejeitava tais doutrinas.

De igual modo não queria acreditar no cristianismo, pois me parecia uma religião ocidental alheia à cultura chinesa.

Em Seu amor, Deus Se aproximou de mim. Não posso explicar direito como aconteceu. Certa noite estava sozinho em meu quarto. De repente Deus Se revelou ao meu coração e depositei a minha fé nEle. Me ajoelhei e confessei meus pecados: nessa noite recebi o Senhor Jesus em minha vida.

Quando levantei, tudo havia mudado para mim, estava transbordando de felicidade.

A vida se tornou difícil: por causa da minha fé fui preso e exilado, porém posso testificar que Deus é fiel.

“Quem nos separará do amor de Cristo?” (Romanos 8:35).


Extraído do devocional “Boa Semente”

, , , ,

Este post foi escrito por:

- que escreveu 1125 post(s).


Entre em contato