RSS

A nova vida: A redenção

domingo, 06/09/2009 10:00 pm  

Nosso Senhor Jesus Cristo, o qual se deu a si mesmo por nós, para nos remir de toda iniqüidade. (Tito 2:13-14)


Redimir é liberar mediante o pagamento de determinada quantia. Por exemplo, se alguém quisesse liberar um escravo iria até o mercado de escravos e compraria um deles. Então lhe tiraria as cadeias e o liberaria.

O escravo estaria redimido. Isso é o que a Bíblia chama de redenção.

Gálatas 3:13 nos diz que “Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós”. Mais adiante acrescenta: “Deus enviou seu Filho… para remir os que estavam debaixo da lei” (Gálatas 4:4-5).

Ninguém era capaz de cumprir a lei integralmente, muito menos o décimo mandamento: o simples desejo de fazer o mal, embora de fato não fosse consumado, já era pecado!

Cristo, expiando nossos pecados nas tenebrosas horas da cruz, foi maldito em nosso lugar, e assim fez para que alcançássemos a bênção (Gálatas 3:14). Temos sido redimidos (ou resgatados):

– De toda iniqüidade (Tito 2:14);

– De nossa vã maneira de viver; e isso “com o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado e incontaminado” (1 Pedro 1:18);

– Da escravidão do pecado: “Todo aquele que comete pecado é servo do pecado” (João 8:34; Romanos 6:17,20).

Daí a magnífica declaração: “Assim que já não és mais servo, mas filho; e, se és filho, és também herdeiro de Deus por Cristo” (Gálatas 4:7).

Em Cristo temos a redenção por Seu sangue (Efésios 1:7). Cristo “entrou uma vez no santuário, havendo efetuado uma eterna redenção” (Hebreus 9:12).


Extraído do devocional “Boa Semente”

, , , ,

Este post foi escrito por:

- que escreveu 1125 post(s).


Entre em contato