RSS

A Fé

segunda-feira, 20/07/2009 1:40 am  

Introdução

A bíblia ensina que sem fé é impossível agradar a Deus (Hebreus 11:6); também ensina que o justo vive da sua fé (Habacuque 2:4, Romanos 1:17 e Hebreus 10:38). Sabemos também que usufruímos da salvação e justificação operada por Deus por meio da fé (Efésios 2:8 e Romanos 4:5).

O recebimento do Espírito Santo e o novo nascimento, também se tornam realidade em nossas vidas por meio da fé (Efésios 1:13).

Por aí, vemos que a fé não é um atributo opcional para a vida cristã, e sim é algo essencial. Justamente por isso, precisamos compreender bem o que é a fé e como obtê-la. Veremos isto a seguir.


1) O que é Fé?

A bíblia define a fé como sendo: “A certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que não se vêem.” (Hebreus 11:1). Mas para que essa definição fique clara é preciso entender o que não é fé cristã, e como obtermos a verdadeira fé cristã.


a) O que não é a fé cristã?

Para esclarecermos este ponto nos reportamos ao sermão de João Wesley(iniciador do movimento metodista): A salvação pela fé.

Neste sermão Wesley diferencia a fé cristã da:

  1. Fé do pagão:

Está é a fé que ele classifica como mero assentimento intelectual a fatos inegáveis. Crer que existe um Deus (um ser superior) que abençoa os que o buscam, vários pagãos crêem(romeiros, idólatras, entre outros); mas não são salvos. Crer que existe um Criador, vários pagãos crêem, é um fato exposto pela criação; mas não são salvos.

  1. Fé do demônio:

Diz a bíblia que os demônios crêem que há um só Deus (sabem quem manda) e tremem(Tiago 2:19); crêem que Jesus é o Cristo, o filho de Deus (Lucas 4:41); sabem quem são os servos de Deus que falam a verdade (Atos 16:16-17); mas não se submetem a essas verdades e nem são salvos.

Essa fé que só reconhece e aceita as verdades cristãs, mas não leva a submissão e a obediência, nem à ação e a transformação, é compara a fé de demônios. Não é fé cristã.

  1. Fé circunstancial:

É comparada por Wesley à fé dos apóstolos enquanto Jesus ainda estava sobre a terra. Em determinadas circunstâncias criam (Lucas 10:17), em outras não (Lucas 17:5-6 e Mateus 17:19-20).

Essa fé inconstante depende das circunstâncias, sentimento e sentidos. Não é a fé cristã.


b) O que é a fé cristã?

O que é essa certeza, essa convicção que Hebreus 11:1 fala? Além dos assentimentos ao Evangelho de Cristo, da concordância a fatos e verdades bíblicas, a fé cristã também é a confiança plena(total) e inconteste em Cristo, Deus e em Sua Palavra. Confiança plena que nos leva a submissão e obediência, nos leva à inconformidade com a velha vida e a transformação pela renovação da mente (Romanos 12:2).

Ela também nos leva a crer de todo o coração. Crer apesar das circunstâncias, sentimento e sentidos.

Ao ser humano pode parecer uma fé simplista, alienada ou ignorante, mas não é, pois brota de Deus e de Sua Palavra. Verdade imutável é fundamento de todas as coisas.


2) Como obtê-la?

Em Romanos 12:3, vemos que há uma medida de fé que Deus repartiu a cada um. Pode essa medida ser acrescida? De certa forma sim.

A fé como princípio é inalterável. Não pode ser acrescentada em nada. Não existe mais ou menos certeza. Certeza é certeza. O mesmo acontece com a convicção. Certeza é por definição, conhecimento exato. Mas em Lucas 17:5 os apóstolos pedem a Jesus, para aumenta-lhes a fé. Em Mateus 17:20 Jesus fala da pequenez da fé dos apóstolos, e, se é pequena pode ser aumentada.

Como é possível isto?

Em Romanos 10:17 a bíblia fala que a fé vem pelo ouvir da Palavra de Cristo. Dessa forma, a medida que o nosso conhecimento de Cristo e da Sua Palavra é acrescido e a ele darmos crédito, a nossa fé também aumenta (é acrescida).

Portanto obtemos a fé da parte de Deus, ouvindo e crendo na Palavra de Cristo. Renovamos a mente(nossos pensamentos) pelo conhecer e crer na Palavra de Deus, sendo assim transformados (Romanos 12:2).


3) Diferença entre fé e esperança

A fé cristã e a esperança são parecidas, porém não são iguais.

A esperança tem como fonte geradora a alma humana; a fé cristão, como já vimos, tem sua fonte na Palavra de Cristo.

A esperança é uma atitude positiva frente ao indefinido; ou seja, como não é alicerçada em fatos, permite a dúvida, a especulação(e se..?), o questionamento(mas será..?).

A fé é a certeza que brota da imutável Palavra de Deus que não mente; como é certeza, então não permite dúvida, por mais que os fatos e todas as coisas ainda não sejam visíveis.

Quando a Palavra de Cristo é proclamada as especulações e questionamentos se encerram. As opções que temos a partir daí é a de submetermos e obedecer ou de sermos achados infiéis(não acreditar que a Palavra de Deus irá se cumprir).


Conclusão

Vemos então o quanto à verdadeira fé é importante para a vida cristã.

Por ela vencemos o mundo (1 João 5:4-5), apagamos os dardos inflamados do maligno (Efésios 6:16), resistimos ao diabo (1 Pedro 5:9), apropriamo-nos das promessas de Deus (Romanos 4:20); somos feitos vencedores (Romanos 8:33-37); além de, como já vimos, recebemos o perdão de Deus, a salvação, a graça, o Espírito Santo, e nascemos de novo.

Portanto ouça o que Deus diz e creia, pois sem fé é impossível agradar a Deus (Hebreus 11:6).


Aplicação

Avalie a sua fé, respondendo os questionamentos:

– Em que está alicerçada a minha fé?

– A que tipo de fé ela se assemelha: pagã, demoníaca, circunstancial ou cristã?


Tarefa

Procure agir baseado(a) na sua fé.

Analise se há alguma área de sua vida, que você ainda age baseado no que pensa e não na Palavra de Deus e, se há, mude sua maneira de agir como fruto da fé na Palavra de Deus.


Extraído do livro de estudos “Fundamentos da Fé”

Série Discipulado – Módulo I – Igreja Metodista – Sexta Região Eclesiástica.

, ,

Este post foi escrito por:

- que escreveu 1125 post(s).


Entre em contato

  • http://www.facebook.com/ Irish

    Which came first, the problem or the sotulion? Luckily it doesn’t matter.