RSS

Aos que desejam a paz

quinta-feira, 16/04/2009 11:11 am  

A paz entre as nações não passa de utopia. A paz universal só será estabelecida quando Jesus, o Príncipe da paz, reinar na terra. Ele a imporá com Sua soberana autoridade.

Então o mundo desfrutará da paz que lhe foi privada desde o pecado de Adão e Eva.

O homem também não pode conhecer a paz em sua consciência e coração enquanto não se reconciliar pessoalmente com Deus. Somos todos rebeldes por natureza; é necessário que reconheçamos que nossa natureza caída não permite que nos apresentemos indesculpáveis diante do supremo tribunal.

Nossa alma não terá paz a menos que haja recebido o Senhor Jesus como Salvador pessoal. Ele fez a paz pelo sangue de Sua cruz. Então o cristão, justificado por Jesus Cristo, tem paz com Deus; sua consciência limpa não mais o perturbará; seu coração experimenta o amor divino e descansa nEle.

Ao conhecer a Deus como Pai, confiamos a Ele nossas preocupações, e a paz “que excede todo o entendimento” enche a alma (Filipenses 4:7).

Quaisquer que sejam os distúrbios do mundo e as provas que nos atinjam, avançamos para o “prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus” (Filipenses 3:14). Aquele que tem paz com Deus pode declarar ousadamente: “O SENHOR é o meu pastor; nada me faltará” (Salmo 23:1).

O próprio Senhor Jesus afirmou: “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize” (João 14:27).

“Sendo, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus por nosso Senhor Jesus Cristo” (Romanos 5:1).


Extraído do devocional “Boa Semente”

, , , ,

Este post foi escrito por:

- que escreveu 1125 post(s).


Entre em contato