RSS

Meditações sobre o livro de Levítico

segunda-feira, 13/04/2009 12:07 am  

(Leia Levítico 5:1-13)

Os versículos 1 a 4 nos dão vários exemplos de faltas que têm de ser expiadas mediante sacrifícios, que são estabelecidos pela lei do Antigo Testamento.

São ações cuja seriedade talvez nem perceberíamos se a Palavra, a divina pedra de toque de nossa consciência, não as condenasse: encobrir evidências, ter contato rápido com algo que é impuro, proferir palavras impensadas.

Alguém pode ser culpado de se manter em silêncio (v. 1) ou, pelo contrario, de falar demais (v. 4) . Em todos esses casos, a confissão era exigida (v. 5) , seguida de sacrifício (v. 6) estabelecido pela lei.

Este ainda é o caminho também no Novo Testamento, como lemos em 1ª João 1:9, que impõe ao cristão que pecou, com a diferença de que o sacrifício não precisa ser oferecido uma segunda vez. O sangue de Jesus Cristo já foi derramado por nós diante de Deus, portanto agora somente a confissão é necessária; Deus é “fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça”.

Os versículos 7 a 13 tratam da diferença nos recursos dos que traziam suas ofertas. Um oferecia uma cordeira , outro oferecia dois pombinhos e um terceiro apenas uma porção de farinha .

Nem todos são capazes de apreciar a extensão da obra redentora de Cristo com a mesma profundidade. Mas o que importa é o verdadeiro valor que tal obra tem para Deus.

Somente ela foi suficiente para pagar e apagar nossos pecados que nos separam de Deus.

, ,

Este post foi escrito por:

- que escreveu 1125 post(s).


Entre em contato